Vídeo em destaque

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A falência dos partidos!



Recentemente, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, criticou os partidos brasileiros afirmando que estão “desgastados” e “sem credibilidade”. Joaquim Barbosa expressou de maneira precisa o sentimento do povo e a realidade dos fatos. Não temos representatividade em nenhuma esfera do poder (federal, estadual, municipal). Como afirmei em outro post, o compromisso dos nossos “representantes” não é com o povo brasileiro nem com a justiça, dignidade e honestidade. A prioridade deles é apenas a perpetuação e ampliação de seus partidos no poder. É justamente por esta razão que presenciamos o completo abandono da educação. Este abandono não é acidental, é proposital. Um povo devidamente educado e culto é capaz de promover uma profunda mudança em sua pátria.
Mesmo não na plenitude, vivemos numa democracia que nos permite desenvolver e usar mecanismos que evitem o povo ser oprimido pelos caprichos de seus “representantes”. Dentre estes mecanismos, o voto e o protesto nas ruas estão sendo cruciais para o Brasil neste momento. A melhor forma de garantirmos um país melhor é exigindo o que a constituição e a democracia nos garantem: participação popular nas decisões políticas, transparência, constante vigilância dos seus “representantes” pelo povo, reforma política, intenso combate à corrupção, investimento pesado em educação, etc. A LISTA É ENORME!!! Além disso, esse processo NÃO TEM FIM! Mesmo que os atuais protestos no Brasil transformem o país para melhor, ainda assim o povo deve permanecer atento, vigilante e participativo, sem jamais baixar a guarda. Não se iluda o cidadão pensando que depois de causar uma revolução, devemos descansar. A corrupção é um câncer a ser combatido CONTINUAMENTE e INCANSAVELMENTE.



Agora mesmo, o atual governo (PT) está tentando ludibriar a população propondo um plebiscito para a reforma política. Essa estratégia direciona a atenção do povo para uma “solução” emergencial. Estão colocando panos quentes na absoluta INSATISFAÇÃO nacional. O que o PT pretende com isso é assegurar sua posição nas eleições do próximo ano. Além de uma PROFUNDA reforma política, o povo brasileiro exige uma postura agressiva dos seus “representantes” para combater a corrupção, investir pesado em educação, trazer todas as contas públicas à completa transparência, instalar a CPI da copa e dos transportes, etc. A lista de reivindicações é gigantesca! Qual partido que estivesse no poder teria coragem e condições morais de atender às reivindicações da população? É justamente por isso que nos protestos atuais por todo o país, a população rejeitou completamente a presença de bandeiras partidárias. Nesse momento, a única oposição dos corruptos é o povo brasileiro e a única bandeira a ser erguida é a do Brasil.
A completa falência dos partidos me faz pensar que precisamos de outro modelo de governo, no qual fossem impossíveis acordos partidários que buscassem seus próprios benefícios e não o do povo. Infelizmente, não conheço outro modelo, mas creio que inserindo a participação popular e mantendo total transparência nas decisões, já seria um começo. E mesmo que outro modelo não seja aplicado, se o povo permanecer atento e reagir nas ruas e nas urnas sempre que for vítima dos corruptos, teremos algum proveito.




Um abraço a todos.

Marconi BS Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário